O desparâmetro de uma crítica leiga

O que seria dos filmes europeus com uma referência americana? Uns filmes horríveis que nunca terminam e não tem continuidade eu já ouvi como resposta. É claro que é,  assiste só filmes hollywoodianos e quando assiste um de origem francesa se choca, sim é um choque cultural.

Então como crítica é nula pois não existe uma base que faça entender um visão distinta do cinema. Não é só esse local que temos como exemplo mas foi apenas ilustrativo para mostrar que nem toda opinião tem valor útil.

Uma questão básica é como tecer uma crítica ou opinião a algo novo ou diferente do comum, que referências temos primordialmente do que de nossos pre-conceitos?

Antes da própria ideia já temos um limite do aceitável ou do comum, é fascinante de verdade em saber que temos uma pre-opinião de coisas que ainda nem existem! Não estou falando em sonhos ou ficção científica mas cada um de nós temos uma realidade e que na mente temos uma projeção limitada dela mesma, ou seja, um limite do que nos surpreende dentro da própria realidade que nos condiciona a termos uma mente pós realista que aceita “fantasias” mas nem todas. Então nos racionalizamos o nosso real e colocamos bordas e que acreditamos serem universais e inquebráveis.

Mas escapa algumas realidades e que ate então não estavam previstas, toda aquela montagem de pós realismo mental tem falhas que são invisíveis. Não depende apenas fé mas de até onde pensamos.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: