Archive for abril \24\UTC 2010

3 frases, pura filosofia

abril 24, 2010

1ª – “Nossas palavras revelam nossos pensamentos; os modos espelham nossa auto-estima. Nossas atitudes refletem nosso caráter; nossos hábitos predizem o futuro.”

2ª – Ditado Norueguês: “O que uma pessoa mais deseja é que os outros a amem. Se ninguém a amar, que os outros gostem dela. Se ninguém gostar, que os outros a respeitem. Se ninguém respeitar, que os outros a admirem. Se ninguém admirar, que os outros a temam. Se ninguém temer, que os outros a odeiem. Mas o que ninguém quer é ser ignorado”

3ª – “Sou o que sou, e se isso incomoda alguém é porque esse alguém não é o que diz ser”

 Comentários

 I – A primeira frase fala sobre a ação e reação das nossas atitudes que na verdade começa pela idéia e termina com a ação que pode ser particular ou coletiva

II – A segunda frase fala que a pessoa quer ser vista pela sociedade( ou simplesmente aparecer!) mas, o que não pode acontecer é de a pessoas ser ignorada. E que naturalmente a pessoa nunca vai deixar de ser ignorada.

III – A terceira frase fala sobre um tipo de pessoa que tem falsidade e que nunca diz o que ela é de verdade.

IV – A relação entre as 1ª e 2ª frases, é que com nossas atitudes, queremos nos destacar entre os iguais; ser original; ser diferente. O que pode acontecer é de “encaixar” em uma tribo moderna.

V – A relação entre as 2ª e 3ª frases é que as pessoas para se destacarem tenham que ser falsas para ter algum reconhecimento.

VI – A relação entre as 1ª e 3ª frases é que ser falso seja um grande negócio

 As 3 frases tem grande conexão apesar de serem bastante distintas. Elas sozinhas tem grande impacto, juntas são ainda melhores.

Anúncios

É Assim no Paraná e Funciona

abril 24, 2010

Luto por Glauco

abril 24, 2010

Ao Mesmo Assumpto e na Mesma Occasião

abril 24, 2010

Demorei para postar… mais tarde do que nunca !

*

Pequei, Senhor; mas não porque hei pecado,
Da vossa alta clemência me despido,
Porque quanto mais tenho delinqüido,
Vos tenho a perdoar mais empenhado.

Se basta a vos irar tanto pecado,
A abrandar-vos sobeja um só gemido:
Que a mesma culpa, que vos há ofendido,
Vos tem para o perdão lisonjeado.

Se uma ovelha perdida e já cobrada
Glória tal e prazer tão repentino
Vos deu, como afirmais na sacra história:

Eu sou, Senhor, a ovelha desgarrada,
Cobrai-a; e não queirais, pastor divino,
Perder na vossa ovelha a vossa glória.

Gregório de Matos